Alemão que viveu por três meses em Cumbica embarca para seu país

O alemão Stephen Brode, 44, que viveu por cerca de três meses no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, embarcou em um voo da Lufthansa de volta para a Alemanha no início da noite deste domingo (26)

Um carro saiu da porta dos fundos da delegacia da Polícia Federal no aeroporto e o levou à área de embarque. O alemão entrou antes de todos os passageiros. O voo estava marcado para às 18h15. Três membros do consulado alemão acompanharam Brode.

Ele havia sido detido na última sexta (24) para início do processo de deportação, após o vencimento do seu visto de turista (de 90 dias). A PF informou, no entanto, que a passagem foi paga pelo governo alemão, e o valor pago será ressarcido pela família de Brode.

Ele chegou em novembro do ano passado ao Brasil, vindo de um voo de Casablanca, no Marrocos. Ele faria uma conexão para Nova York e retornaria a Frankfurt, mas acabou perdendo a conexão. Como não conseguiu pagar para remarcar o voo, passou a viver no aeroporto de Cumbica.

Sem comida, o estrangeiro mexia nos cestos de lixo do aeroporto e espalhava sujeira pelo local. Também apresentava comportamento violento em alguns momentos, sendo flagrado por câmeras do aeroporto agredindo ao menos sete pessoas.
Sem nenhum registro de boletim de ocorrência das vítimas, o alemão não foi detido pelas agressões. Segundo a Polícia Civil, mesmo com os BOs, ele não seria preso por se tratar de um crime de menor potencial ofensivo.

Foto: TV Globo (Reprodução)

Deixe seu Comentário